Ir ao museu sem sair de casa #FicaEmCasa

Na impossibilidade de sairmos à rua, são os museus que nos entram em casa
  • Início
  • Blog
  • Ir ao museu sem sair de casa #FicaEmCasa
Ir ao museu sem sair de casa #FicaEmCasa
7 abril 2020
Na impossibilidade de sairmos à rua, são os museus que nos entram em casa

Na impossibilidade de sairmos à rua, são os museus que nos entram em casa. A comunicação virtual deixa de ser um complemento da visita convencional ao museu, para se tornar na única hipótese de que dispomos.

museu-virtual_isabel-roque_universidade-europeia [https://cdn2.hubspot.net/hubfs/339034/IPAM-SITE/blog/museu-virtual_isabel-roque_universidade-europeia.jpg]

Grande parte dos museus disponibiliza visitas virtuais interativas, vídeos de visitas guiadas e bases de dados das coleções que, agora,  ganham maior visibilidade: Musée du Louvre [https://www.louvre.fr/en/visites-en-ligne], Gallerie degli Uffizi [https://www.uffizi.it/en/online-exhibitions], Museo Nacional del Prado [https://www.museodelprado.es/en/the-collection], British Museum [https://www.britishmuseum.org/collection], Metropolitan Museum of Art [https://www.metmuseum.org/art/online-features/met-360-project]. Também merecem referência os museus portugueses que integram o projeto Portugal: Arte e Património [https://artsandculture.google.com/project/portugal-art-and-heritage?hl=pt-PT], no Google Arts and Culture.

Alguns museus têm vindo a criar conteúdos que, divulgados através das redes sociais, mantêm a comunicação com os públicos. O Museu Nacional de Arte Antiga [https://www.facebook.com/museunacionaldearteantiga/] tem divulgado pequenos vídeos com a leitura das obras expostas sob o mote “a arte é que nos une” e a hashtag #MNAAemcasa [https://www.facebook.com/hashtag/mnaaemcasa?source=feed_text&epa=HASHTAG&xts%5B0%5D=68.ARB2inbRsZjj1_CEe4SyfjIrCN7hGCnxdlwlOFiKElT7mtF9ODFBPrKn5B1p_9wijW5CgUFmK0Ug-lnF1DMIsAflmks-dcSGEeGvJq0S8kCMOuwHpQVSx_k0RZfr1c4pSe0rfU_O6y4RTsrk9WqcrQCFon2A8yE5DqjMpWec1eTICGn3_Fjv0FWD6pPYUga3fjWNuKjehLMNp-Ju43be9q5o7-AfY2jVeZjfpKp6JF0H-xKaAI8pXnJfPdyeP6QuFTqTbXxxMFdc7_Jr6UVNZZ1zvisrfBFpvG5YthnLYxFV6l2bWDxYSnWJhouOWjLdKTUVvIPupcKgweqn4uIs4g-kWlhCromu&tn=%2ANK-R], enquanto que o Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado [https://www.facebook.com/museuchiado/] iniciou, na página do Facebook, um “Diário das pequenas coisas”, com a imagem de obras da coleção acompanhada de pequenos textos interpretativos.

São outras formas de visitar os museus, que fixam a memória do que vimos ou despertam a curiosidade para os conhecer, quando for novamente possível.

Maria Isabel Roque Professora & Provedora do Estudante

Share

Av. Dom Carlos I, 4

1200-649 Lisboa. Portugal

+351 213 939 690

© 2023 IADE. Todos os direitos reservados.