Faltaram-nos as pessoas

Na sequência do período de avaliações, tentei atribuir uma nota à experiência letiva das aulas virtuais deste semestre
  • Início
  • Blog
  • Faltaram-nos as pessoas
Faltaram-nos as pessoas
20 julho 2020
Na sequência do período de avaliações, tentei atribuir uma nota à experiência letiva das aulas virtuais deste semestre

Na sequência do período de avaliações, tentei atribuir uma nota à experiência letiva das aulas virtuais deste semestre. Confesso que fiquei dividida.

people

Se, por um lado, a maioria dos estudantes correspondeu com uma atitude responsável e empenhada e os trabalhos acabaram semelhantes aos desenvolvidos em aulas presenciais, também é certo que nunca foram tão apoiados, ajudados e esclarecidos nas suas dúvidas e inseguranças. Tiveram sessões de aulas gravadas e o acompanhamento dos projetos estendeu-se quase sem horários, em ligação direta e permanente. Falo do 1º ano da Licenciatura em Design, de estudantes com pouca experiência e ainda menos autonomia, surpreendidos e muito angustiados com o súbito confinamento.

Mas se a experiência 100% online, funcionou sem grandes problemas, não podemos assumi-la como prática, (pelo menos nestes moldes) mas antes e como foi, uma exceção e uma emergência.

É verdade que no conforto de casa estamos mais protegidos, não há razão para atrasos, não se sofre nos transportes ou com as intempéries, nem se alimentam parquímetros insustentáveis. Onde quer que estejamos a aula acontece.

Estamos conscientes das mudanças que se desenham e do que é inevitável que aconteça. Sob a ameaça ainda presente da Covid-19, o virtual veio para ficar, mas que venha com conta, peso e medida.

Afinal neste semestre faltou-nos e faltar-nos-á sempre nesse modelo, a interação, a empatia, a discussão em grupo, a experiência da partilha de ideias, a entreajuda. Faltaram-nos as apresentações e discussões de trabalhos ao vivo, olhos nos olhos. Faltaram as impressões em papel, o desdobrar, o folhear, tão importantes nos primeiros projetos de design visual. Faltou-nos o cheiro a tinta do Print Lab.

Faltou-nos a fronteira entre trabalho, família e lazer. Mas, entre outras coisas, talvez o pior, faltaram-nos as vozes, os risos, os gestos, os olhares, as emoções. Faltaram-nos as Pessoas!

Votos de umas excelentes férias!

Maria Cristina Pinheiro
professora no IADE - Faculdade de Design, Tecnologia e Comunicação da Universidade Europeia

Share

Av. Dom Carlos I, 4

1200-649 Lisboa. Portugal

+351 213 939 690

© 2023 IADE. Todos os direitos reservados.