A linha de fitas para pendurar máscaras ao pescoço produzida por uma ex-aluna do IADE

A Marosca decidiu adaptar as fitas para prender os óculos e criar um novo produto, feito a pensar nos equipamentos de proteção
  • Início
  • Blog
  • A linha de fitas para pendurar máscaras ao pescoço produzida por uma ex-aluna do IADE
A linha de fitas para pendurar máscaras ao pescoço produzida por uma ex-aluna do IADE
10 julho 2020
A Marosca decidiu adaptar as fitas para prender os óculos e criar um novo produto, feito a pensar nos equipamentos de proteção

A Marosca decidiu adaptar as fitas para prender os óculos e criar um novo produto, feito a pensar nos equipamentos de proteção.

 

mascarosca_blog [https://f.hubspotusercontent30.net/hubfs/339034/mascarosca_blog.png]

Chamam-se mascaroscas e são a solução original que Ana Barreiros, de 34 anos e ex-aluna IADE, encontrou para resolver um problema muito característico da pandemia: o “tira e põe” constante das máscaras de proteção individual. A solução foi criar uma linha de fitas que servem para pendurar estes equipamentos ao pescoço, evitando ter de guardá-los ou pousá-los sobre uma superfície, situações que podem levar à sua contaminação.

A solução foi criar uma linha de fitas que servem para pendurar estes equipamentos ao pescoço, evitando ter de guardá-los ou pousá-los sobre uma superfície, situações que podem levar à sua contaminação.

As mascaroscas estão disponíveis no site da Marosca, a marca lançada por Ana em 2016 com fitas para os óculos coloridas, com estampados diferentes. Para lançar o novo produto, a fundadora só precisou de adaptar os acessórios, substituindo as extremidades de borracha que prendiam os óculos por fechos de gancho, que servem para segurar os elásticos das máscaras.

Resumo do artigo publicado na NIT - New in Town. O artigo original pode ser lido aqui [https://nit.pt/compras/lojas-e-marcas/esta-marca-portuguesa-lancou-uma-linha-de-fitas-para-pendurar-mascaras-ao-pescoco].

Tese de aluno do IADE conquista o 3ª lugar na competição da EDCOM
19 março 2024
Ler mais
Emília Duarte: “A atribuição de género às áreas científicas continua evidente”
11 fevereiro 2024
Ler mais
Ver mais posts
Share