A arte de reinventar o inventado

James Bond, criado por Ian Fleming, tem a sua primeira aparição num livro policial publicado em 1953
  • Início
  • Blog
  • A arte de reinventar o inventado
A arte de reinventar o inventado
6 outubro 2021
James Bond, criado por Ian Fleming, tem a sua primeira aparição num livro policial publicado em 1953

James Bond, criado por Ian Fleming, tem a sua primeira aparição num livro policial publicado em 1953. Caramba!

68 anos depois, temos então 26 Bonds, o original e mais 25 fabricados pela máquina do cinema americano. E o que mudou? Pouco.

O ator mudou, mas quase nada. Não. Não são 25, são muito menos.

O enredo? Sim também muda, mas talvez mude ainda menos... Não? Normalmente a trama gira em volta de alguém que rouba um objeto que tem a força suficiente para aniquilar o mundo e que é perseguido por outro alguém que quase no fim do filme salva a humanidade de uma catástrofe. Pelo meio este segundo alguém deixa ainda outro alguém caído de amores por si. Certo?

Excerto do artigo de opinião de Carlos Rosa, Designer e diretor do IADE - Faculdade de Design, Tecnologia e Comunicação da Universidade Europeia, para o Diário de Noticias. O artigo completo está disponível aqui.

Share

Av. Dom Carlos I, 4

1200-649 Lisboa. Portugal

+351 213 939 690

© 2023 IADE. Todos os direitos reservados.