I Conferência GPA 2018

Em 22 de março, o Green Project Awards, a Deco e o Fórum do Consumo, realizaram a I Conferência GPA 2018 dedicada ao debate do “Consumo Consciente” sobre as medidas e estratégias a adotar para práticas de consumo mais conscientes e sustentáveis.
  • Início
  • Notícias
  • I Conferência GPA 2018
I Conferência GPA 2018
27 março 2018
Em 22 de março, o Green Project Awards, a Deco e o Fórum do Consumo, realizaram a I Conferência GPA 2018 dedicada ao debate do “Consumo Consciente” sobre as medidas e estratégias a adotar para práticas de consumo mais conscientes e sustentáveis.

Foram apresentados os  resultados do Observatório do Consumo Consciente em Portugal,  e pela primeira vez, o Indice Nacional do Consumo Consciente (2015-2017), iniciativa inédita que mede a evolução das atitudes e comportamentos dos portugueses relativamente ao consumo e aos impactos ambientais derivados.

Este estudo longitudinal representativo da opinião pública portuguesa, é uma base permanente para a avaliação da evolução do consumo consciente em Portugal.

Foi desenvolvido pela parceria dos laboratórios de investigação UNIDCOM do  IADE_Universidade Europeia, COOPELABS da Universidade Lusófona, e pela leader internacional de market research GFK Metris, apoiado por uma equipa constiuida pelos investigadores Ana Loureiro, Carlos Alves Rosa, Joaquim Casaca e António Gomes.Com uma abordagem metodologica muito sólida, os resultados do inquérito efectuado a uma amostra probabilistica estratificada, representativa da população portuguesa continental, maior de 15 anos, com cerca de 1.300 sujeitos, entrevistados presencialmente em casa, apresenta resultados fortemente confiáveis - com um nivel de certeza muito elevado, superior a 95%, e com uma tolerância de erro baixa, inferior a 3,5%.

Os resultados apontam para que, na evolução de 2015 a 2017, os portugueses:
1. estão mais preocupados, mas ainda pouco dispostos a pagar mais por produtos sustentáveis ou a pagar taxas ambientais.
2. têm fraca alteração dos comportamentos de poupança de recursos e pró-ambientais, face a 2015.     3. em 2017, têm um estilo de consumo sustentável ainda incipiente, mas…     4. consumiram mais alimentação produzida localmente e biológica,     5. e compraram mais equipamentos ambientalmente eficientes.

Share

Av. Dom Carlos I, 4

1200-649 Lisboa. Portugal

+351 213 939 690

© 2023 IADE. Todos os direitos reservados.