BLOG

#CreatingCreators  

26/07/2022

"O IADE ajudou-me a tornar-me num verdadeiro investigador " Davide Gambera, Estudante do Doutoramento em Design


Davide Antonio Gambera (Barletta, Itália 1990) é um designer industrial, doutorando no IADE da Universidade Europeia de Lisboa. Após um Bacharelato em Design Industrial no Politecnico di Bari (2012), inscreveu-se no Politecnico di Milano, onde fez o Mestrado em Design de Produto para Inovação. Apaixonado pelo design sensorial, formou-se com uma dissertação de mestrado sobre o tema do Design Sinestésico para a Saúde e Bem-estar (2016). Desde 2017 é doutorando no IADE, onde investiga o papel das perceções sensoriais sobre a saúde das pessoas do ponto de vista do design. Em 2022 recebe o prémio como melhor candidato a doutoramento no IADE. Na mesma universidade é professor convidado nas unidades curriculares de teoria da perceção e design de serviços. Como designer, trabalha e colabora com muitas empresas em Itália.

 

alumni David gambera

 

Qual o seu maior desafio profissional até agora?

A minha investigação na área da saúde e do bem-estar teve momentos difíceis, tendo a pandemia sendo um deles. Durante meses foi impossível conduzir uma investigação laboratorial. Contudo, com muita resiliência conseguimos acabar essa fase com sucesso. 

 

Que características é que um professor dever ter para ser um bom profissional?

Para mim um bom profissional deve ter competências técnicas, resiliência emocional e capacidades relacionais. No IADE os aspetos emocionais, bem como os relacionais são tão importantes quanto os aspetos profissionais. Por este motivo considero o IADE uma grande família, sendo que a minha se encontra a 3000km.

 

#CreatingCreators: De que forma é que o IADE contribuiu para se tornar o criativo/criador que é hoje?

Ajudou-me a perceber que o design era muito mais do que eu tinha em frente aos meus olhos. Sou italiano, mas como um bom navegador português percebi que havia caminhos inexplorados que alguém precisava de explorar.

 

Que projeto mais gostou de desenvolver no IADE?

O Sensuous Project, o meu projeto de Doutoramento. Porque me deu a possibilidade de trabalhar com vários docentes, com técnicos dos laboratórios e como os estudantes do IADE que se disponibilizaram para me ajudar durante este processo.

 

 

davide

 

Quais as principais skills que o Doutoramento em Design lhe deu?

Ajudou-me a tornar num verdadeiro investigador, nomeadamente através do rigor científico que tive de manter ao longo da minha investigação.

 

Qual o melhor momento que guarda do seu percurso pelo IADE?

Existem dois momentos e especial:

1) Quando a UNIDCOM/IADE recebeu a avaliação de "Muito Bom" pela FCT. Trabalhamos com o coração e alma para alcançar este objetivo que permitiu o centro de investigação crescer.

2) Quando recebi o prémio de melhor estudante de doutoramento de 2022 no dia do IADE.

 

Que conselho daria aos estudantes que estão, neste momento, a tentar vingar na área do respetivo curso?

Diria para serem curiosos e se deixarem levar pela curiosidade em qualquer aspeto da vida, seja a nível profissional ou pessoal.

 

Pode obter mais informações sobre o Doutoramento em Design aqui.

VOLTAR >>