Investigação

Projetos

Projetos competitivos em curso:

GI MAPEAR O DESIGN

  • Women’s Creativity since the Modern Movement (MoMoWo)
    Projeto 2014-2411/001-001 | 552374-CREA-1-2014-1-IT-CULT-COOP 2
    Responsável Científica: Maria Helena Souto
    Grupo de Investigação: Mapear o Design
    Financiamento: Grant Awarded by Creative Europe - Culture Sub-programme (1.157.898,00€)
    20 Outubro de 2014 - 19 Outubro de 2018

    Projeto de cooperação em larga escala, co-financiado pelo Creative Europe Programme, no âmbito do sub-programa da Cultura, interdisciplinar e sem fins lucrativos que reúne sete instituições universitárias europeias sob a liderança do Politécnico de Turim (Itália), IADE (Portugal), Universidad de Oviedo (Espanha), Vrije University (Holanda), ZRC SAZU (Eslovénia), Université Grenoble Alpes (França), SiTI (Itália).

    MoMoWo é o primeiro projeto selecionado e financiado pela União Europeia dedicado ao estudo dos trabalhos das mulheres profissionais em arquitetura, design de produto, interiores, arquitetura paisagística, planeamento urbano e engenharia civil, desde o movimento moderno até à contemporaneidade (1918 - 2018). O projeto tem por objetivo celebrar as contribuições das mulheres profissionais para a herança cultural e material europeia. As várias atividades que compõem o programa do MoMoWo foram concebidas com o intuito de fortalecer o papel social e económico das profissionais da cultura do projeto.

    Para mais informações visite http://www.momowo.eu/

 

GI IDEAS(R)EVOLUTION

  • Defining the economic value of the Design/ Artist approach/ activity /profession in a entrepreneurship business context: A model building research
    Investigador Responsável: António Cruz Rodrigues
    Financiado pelo Grupo Laureate International Universities

 

GI UX.PROJECT[ON]

  • A Virtual Reality based tool for learning Basic Design: A pilot study
    Investigadora Responsável: Lucy Niemeyer
    Financiado pelo Grupo Laureate International Universities

Resumo: Cada vez mais cedo familiarizados com as novas tecnologias digitais, os designers do século XXI representam um desafio permanente para a educação em design. No período inicial desta formação, o Design Básico visa a incorporação de princípios fundamentais do design mediante uma abordagem holística, criativa e experimental. Apesar da sua centralidade na formação académica do designer, o Design Básico tem sido pouco explorado no que se refere à utilização das novas tecnologias. De facto, são conhecidos os benefícios da utilização de instrumentos baseados em tecnologia de realidade virtual (jogos, simulação, mundos virtuais), para a aprendizagem. No âmbito de um estudo mais alargado que se destina a testar a contribuição de uma ferramenta baseada na realidade virtual para melhorar a aprendizagem de tópicos de Design Básico, o presente estudo tem como objetivos desenvolver o plano da investigação e validar os instrumentos a utilizar (o cenário experimental; as métricas, escalas, ferramentas; procedimentos para a recolha de dados; e outros), incluindo a realização de um estudo piloto.

 

  • WarnChild - Designing warnings for children: a cognitive-developmental perspective
    Investigador Responsável: Joaquim dos Reis
    Financiado pelo Grupo Laureate International Universities

Resumo: A prevenção de acidentes relacionados com substâncias nocivas é especialmente importante em crianças mais novas porque ainda não desenvolveram as competências cognitivas que lhes permitam “ler” os avisos da mesma forma que os adultos. Os avisos são parte de um sistema de qualidade de prevenção de acidentes e têm três principais propósitos: 1) ajudar as pessoas a tomarem decisões informadas; 2) reduzir ou diminuir os acidentes e problemas de saúde promovendo comportamentos seguros; e 3) lembrar ou relembrar os utilizadores sobre os potenciais malefícios dos produtos. Assim, este estudo visa saber como é que as crianças entre os 7-10 anos de idade e que se situam no estágio das operações concretas compreendem os avisos sobre produtos venenosos e como discriminam produtos venenosos/nocivos de produtos não nocivos. Constituem ainda objetivos deste estudo (1) desenhar avisos sobre produtos nocivos a partir do conhecimento das crianças sobre os mesmos; (2) expor as crianças a esses avisos nos pacotes que contém essas substâncias ou produtos e verificar se elas notam e compreendem esses avisos e (3) verificar se as crianças aderem mais facilmente a esses avisos apropriados à sua idade em comparação com os avisos incluídos nas embalagens comerciais atuais.

 

ID:Co.Lab
  • L3 – Lisboa Laboratório Comum de Aprendizagem

Consórcio pluridisciplinar das instituições universitárias:

- IADE-U – Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitário, através da UNIDCOM/ID:Co.Lab - Investigação Colaborativa em Design e Inovação Sustentável
- IST – Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, através do IN+ – Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento
- FCSH – Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, através do IHC – Instituto de História Contemporânea.
Investigadores Responsáveis:
IADE-U: Ana Margarida Ferreira
IST: Carlos Santos Silva
FCSH: Maria Inês Queiroz
Financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do concurso “Projetos Inovadores no Domínio Educativo. Desenvolvimento do Ensino Superior”.
Resumo: Projeto colaborativo e transdisciplinar que tem como objetivo desenvolver a formação de estudantes universitários, nomeadamente nas áreas de engenharia, design, ciências sociais e humanidades, através da aplicação de metodologias inovadoras de aprendizagem ativa baseadas na resolução de problemas de comunidades vulneráveis. A Instalação de Laboratórios Experimentais de aprendizagem colaborativa, experiência inédita em Portugal, reúne a comunidade académica e a sociedade civil, cruzando o saber científico e leigo, promovendo novas formas de conhecimento emergentes em contexto de contemporaneidade e conscientes da história do presente.